sábado, 7 de julho de 2012

De frente com a morte

Há quem diga não temer a morte, mas não quer nem pensar, nem falar sobre ela.
A morte não é coisa absurda ou extraordinária. Todos os seres vivos, sem exceção, caminham para ela, que é essencial à vida. Sem a morte já não haveria lugar na Terra para ninguém. Sem ela nada de novo ocorreria e a vida seria uma pasmaceira sem fim.
É a morte que nos faz apreciar a vida, esse dom precioso de Deus, porém impermanente. É pela certeza da morte que procuramos viver melhor, mesmo que isso se faça de modo inconsciente para algumas pessoas. E, ainda mais: sem a morte não haveria ressurreição e sem a ressurreição não chegaremos ao Pai.
Aprender sobre a morte é descobrir como viver melhor.
- Evaldo A. D’Assumpção -

8 comentários:

Samantha: disse...

A Paz de Jesus e o Amor de Maria! Tudo bem? Espero em Deus que sim! Muito bom esse seu post! Boa reflexão! Obrigada por sua visita! Atualizei agorinha. Beijinhos e uma semana abençoada! Samantha

::Tetê:: disse...

Oi! Que bom encontrá-la mais uma vez no Gotas de Sabedoria! Fiquei muito feliz com sua visita! Acabo de atualizar e, como sou feliz quero vê-la feliz, também! Bjks Tetê

TC disse...

Obrigada pela visita ao Um Pouco de Tudo! Hoje faço uma homenagem ao querido Poetinha. 32 anos de sua partida! Vale a pena conferir! Beijos TC

Zéza disse...

Oi querida! Vim agradecer a sua visita e avisar que já atualizei! Estou esperando sua visita!! Beijos azuis!

... Morgana disse...

Olá miguxinha! Muito obrigada pela visita ao meu blog! Esse seu cantinho é muito bom! Beijos cintilantes. Morgana

Frida disse...

Olá querida! Valiosa essa sua reflexão! É uma grande alegria receber sua visita! Muito obrigada! Acabei de atualizar. Luz e Paz! Frida

Suzuki disse...

Olá! Feliz de ver seu comentário lá no blog! Gosto de tê-la entre meus amigos! Atualizei... Dá um pulinho lá! Beijos Suzuki

Pollyanna Monteiro disse...

Que alegria receber comentários e, com eles, o carinho dos amigos! Muito obrigada por sua visita! Graça e Paz! Beijos no seu coração. Polly